terça-feira, 16 de abril de 2013

Marcos Feliciano detona famosos em Ratinho

Marco Feliciano sobre famosos: “Eles vivem em um mundo de fantasia, com álcool, festas e drogas!” - Divulgação/SBT/Lourival Ribeiro







O deputado Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos, foi um dos destaques do Programa do Ratinho (SBT) na noite de segunda-feira (15).  A atração, exibida das 21h31 às 23h01, ficou na vice-liderança no Ibope, com 6 pontos de média.
Polêmico, o pastor comentou assuntos que envolvem os homossexuais, chamou as manifestações contrárias de “circo”, disse que tem sido alvo de perseguição pelo grupo LGBT e alfinetou os famosos que o criticam.
“Queria que você me mostrasse algum pai de família ali. Não tem. Não tem um pai de família se manifestando contra mim, porque pai de família tem que estar trabalhando para colocar um pão dentro de casa, pra dar estudo aos seus filhos”, contou ele.
Feliciano também disse que a mídia o coloca como vilão e que ele e sua família já receberam cinquenta ameaças de morte vindas de ativistas.
Durante o programa, Feliciano também foi questionado acerca do casamento entre pessoas do mesmo sexo e também sobre sua reação caso tivesse um filho homossexual.
" Isso [casamento entre gays] é coisa que não é normal. Está na Bíblia! Ficaria surpreso [se tivesse um filho homossexual], já que a sexualidade é orientada. Em um lar sadio, com pai e mãe, ele raramente teria esse tipo de comportamento", disse o pastor.
Apesar de tudo, o parlamentar disse que não vê possibildade de deixar a presidência da comissão.  “Estou firme, inabalável, como os montes de Sião”, afirmou Marco Feliciano.
Sobre as críticas constantes que recebe por parte dos famosos, ele mandou essa:
“Eles vivem em um mundo de fantasia”.
E sobre celebridades como Fernanda Paes Leme, Lima Duarte, Fernanda Montenegro, Bruno Gagliasso e Yasmin Brunet,  terem postaram fotos beijando pessoas do mesmo sexo como forma de protesto ao pastor, ele disse:
 “Eles vivem em um mundo de fantasia, com álcool, festas e drogas!”, alfinetou Feliciano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário